Loading...

sexta-feira, 24 de junho de 2016

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

A Palavra que Cura

A Palavra que Cura - Parte 1

Existem milhares de pessoas que estão sofrendo neste exato momento com doenças e enfermidades e muitas vezes não têm solução ou tratamento adequado. Não dormem direito, ficam ansiosas e até mesmo desesperadas devido a seriedade de um diagnóstico médico. Pessoas que sofrem com dores quase que insuportáveis e não encontram nenhuma solução para as suas vidas. Os médicos são homens capacitados por Deus para curar as pessoas, mas em muitos casos eles ficam limitados. Não é pecado ir ao médico. 

Caso você ainda não desenvolveu sua fé para receber o seu milagre, vá ao médico, tome os remédios conforme prescrição médica, mas não deixe de ouvir, ler ou assistir ministrações que falem sobre o assunto sobre Cura Divina, pois a fé vem pelo ouvir a Palavra de Cristo.
A fé vem... tá chegando... você vai receber!
"E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo." (Rm 10.17)

Não recebemos o Espírito Santo por obras e sim por fé
"Quero apenas saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé?" (Gl 3:2)

Deus nos concede o Espírito e opera milagres pela pregação da fé
Aquele, pois, que vos concede o Espírito e que opera milagres entre vós, porventura, o faz pelas obras da lei ou pela pregação da fé? 
Você vai receber a sua cura através da fé gerada em seu coração
através da Palavra de Deus!

Pode o homem ser acometido com enfermidades e doenças hoje? Sim. 
Deus proveu cura para o homem nos dias de hoje? Sim. 
Somos obrigados a permanecer doentes, fracos e enfermos? Não 
Como tomar posse da cura de Deus para a sua vida?

Antes de entrar na questão da cura, gostaria de contextualizar o princípio das coisas: 
Deus criou o homem e o colocou no jardim do Éden para cuidar e cultivar o jardim. No princípio não havia morte, doenças, enfermidades ou pecado. Havia abundância de coisas boas e da presença de Deus.

"26     Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra.27     Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.28     E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra.29     E disse Deus ainda: Eis que vos tenho dado todas as ervas que dão semente e se acham na superfície de toda a terra e todas as árvores em que há fruto que dê semente; isso vos será para mantimento. (Gn 1: 26-29)

Deus deu uma ordem ao homem:
"15 E tomou o Senhor Deus o homem e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar.16 E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim comerás livremente, 17 mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás." (Gn 2.15-17)

O homem desobedeceu a Deus:
"6 E, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e elecomeu com ela." (Gn 3.6)

Após este ato, o homem perdeu a comunhão com Deus, teve medo de Deus e se escondeu de Deus:
"8 E ouviram a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e escondeu-se Adão e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim. 9 E chamou o Senhor Deus a Adão e disse-lhe: Onde estás? 10 E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me. (Gn 3.8-10)

Deus tinha dito a Adão: "No dia em que dela comeres, certamente morrerás."

Então, qual foi o dia em que Adão morreu? No dia em que ele comeu do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal.

Adão viveu 930 anos nesta terra, então ele não morreu fisicamente, ele morreu espiritualmente.
"3 E Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua semelhança, conforme a sua imagem, e chamou o seu nome Sete. 4 E foram os dias de Adão, depois que gerou a Sete, oitocentos anos, e gerou filhos e filhas. 5 E foram todos os dias que Adão viveu novecentos e trinta anos; e morreu" (Gn 5.3-5)

Existem três tipos de morte citados na Palavra de Deus:

1. Morte física (Gn 5:5, 8, 11, 14, 17, 20)
5     Os dias todos da vida de Adão foram novecentos e trinta anos; e morreu.
8     Todos os dias de Sete foram novecentos e doze anos; e morreu.
11     Todos os dias de Enos foram novecentos e cinco anos; e morreu.
14     Todos os dias de Cainã foram novecentos e dez anos; e morreu.
17     Todos os dias de Maalalel foram oitocentos e noventa e cinco anos; e morreu.
20     Todos os dias de Jarede foram novecentos e sessenta e dois anos; e morreu.

2. Morte espiritual
"Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados" (Ef 2:1)
"Em verdade, em verdade vos digo quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida." (Jo 5:24)

3. A segunda morte (Lago de fogo)
"11     Vi um grande trono branco e aquele que nele se assenta, de cuja presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles.12     Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros.13     Deu o mar os mortos que nele estavam. A morte e o além entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, um por um, segundo as suas obras.14     Então, a morte e o inferno foram lançados para dentro do lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo." (Ap 20:11-14)

Existem particularidades entre a morte física, morte espiritual e a segunda morte:

1. Morte física - É a separação do espírito do corpo;
2. Morte espiritual - É a separação do nosso espírito do Espírito de Deus;
3. Segunda morte - É a separação eterna do nosso espírito do Espírito de Deus.

Agora entenda: O pecado entrou no mundo por intermédio de Adão; através do pecado, a morte (espiritual) entrou no mundo e passou a todos os homens, porque todos homens (em Adão), pecaram.
"Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram." (Rm 5.12)

A morte é consequência do pecado:
"13     Ninguém, ao ser tentado diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta.14     Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz.15     Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera morte." (Tg 1:13-15)

A terra foi amaldiçoada por causa do pecado, o homem foi amaldiçoado por causa do pecado, o homem morreu espiritualmente. Como consequência do pecado veio violência, homicídios (Caim matou Abel), inveja, depravações, doenças, enfermidades e etc...

No princípio não fomos criados para ficarmos doentes e muito menos para sofrer a morte.

O homem tinha autoridade, governo e domínio sobre todas as obras das mãos de Deus.
" Os céus são os céus do Senhor, mas a terra, deu-a ele aos filhos dos homens." (Sl 115.16)
" que é o homem, que dele te lembres? E o filho do homem, que o visites? 5     Fizeste-o, no entanto, por um pouco, menor do que Deus e de glória e de honra o coroaste. 6     Deste-lhe domínio sobre as obras da tua mão e sob seus pés tudo lhe puseste: 7     ovelhas e bois, todos, e também os animais do campo; 8     as aves do céu, e os peixes do mar, e tudo o que percorre as sendas dos mares. 9     Ó Senhor, Senhor nosso, quão magnífico em toda a terra é o teu nome!" (Sl 8.4-9)

Por causa do pecado e morte espiritual do homem Jesus disse a Nicodemos:
"3:1     Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.2     Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.3     A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.4     Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?5     

Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus.6     O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito." (Jo 3:1-6)

O que é nascido da carne, ou seja, o que é nascido de herança paterna, humana ou biológica é um ser humano. O que é nascido do Espírito é aquele que nasceu espiritualmente, é uma nova criação através de Cristo Jesus.

"E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura (ou criação); as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas."(2Co 5:17)

"quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus.6     O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito." (Jo 3:5-6)

Nascer da água (Batismo) - Nascer do Espírito (Através do Espírito Santo)

Resumindo: O homem foi criado por Deus para dominar, governar sobre todas as obras das mãos de Deus. O homem tinha tudo em abundância, vida, saúde, presença de Deus. O homem não conhecia a morte, violência, homicídios, depravações, nem doenças, nem enfermidades. A morte e toda sorte de maldições como: doenças, enfermidades, miséria, pobreza e ruína vieram após o pecado.

O homem perdeu tudo o que havia de bom.

Jesus Cristo veio e recuperou tudo de volta para nós:
Vida (Zoe - A vida de Deus);
Toda sorte de provisão;
saúde perfeita,
Vida abundante,
Restauração da comunhão com o Pai.

Perguntas:

Pode o homem ser acometido com enfermidades e doenças hoje? Sim.

Deus proveu cura para o homem nos dias de hoje? Sim.

Somos obrigados a permanecer doentes, fracos e enfermos? Não

Como tomar posse da cura de Deus para a sua vida?

1. Através da Imposição das Mãos no Nome de Jesus
2. Através da Oração da Fé e unção com óleo no Nome de Jesus
3. Através da Própria Palavra de Deus
4. Através da Oração de Concordância

Veremos isso no próximo tópico.


Abraços a todos e um ótimo e abençoado dia!

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Se preparando para o Avivamento

Joel 2.28-32

-Introdução: Avivamento é trazer vida ao que está morrendo.
Como uma pessoa que tem uma convulsão e é socorrido e avivado para se levantar.
Em tempos de morte e desânimo, vários avivalistas que marcaram o mundo como Jonathan Edwards (1703 - 1758), John Wesley (1703-1791), Charles G. Finney (1792-1875), Charles H. Spurgeon (1834-1892), Dwight Lyman Moody (1837 - 1899), Willian Joseph Seymour (1906) todos têm características próprias mas uma única marca: a oração e uma luta comum contra o único imigo que enfraquece a Igreja: o pecado.
Não tem demônio, mundo, carne ou perseguição que enfraqueça a Igreja, mas o pecado mata a obra de Deus. Por isso estes homens foram homens que lutaram em oração contra a morte que vem pelo pecado.
Durante os tempos Bíblicos vemos diversos períodos que o povo precisou de um avivamento. Momentos em que estavam desanimados e fracos e foram reavivados.
Veja algumas exemplos:

 -Abraão que trouxe a fé viva para sua geração,
-José que foi um renovador da Esperança do povo
- Moisés que os renovou para a libertação do Egito
-Josué que avivou o povo para entrar na terra santa,
-os Juízes que durante trezentos anos renovavam o povo de Deus de tempo em tempo.
-Samuel num tempo que o pecado estava dominando,
-Davi que ensinou o povo a louvar e temer a Deus,
-Elias e Eliseu que mostraram os milagres do Senhor, -Neemias e Esdras os reconstrutores,
-Zorobabel, Zacarias e Ageu que profetizaram a reconstrução do templo,
-o rei Ezequias que faz uma reforma religiosa abolindo a idolatria do meio do povo
-o rei Josias que reencontra os livros da Lei
-Isaías que reanima o povo de Deus consolando,
-Jeremias que chora pelo povo
-Ezequiel que traz a visão do vale do ossos secos,
-Daniel que interecede por Jerusalém
-e até João Batista que prepara o caminho para o avivamento proclamando o arrependimento dos pecados.
Mas o avivamento definitivo só veio quando o Espírito Santo veio sobre Jesus e depois foi derramado sobre a Igreja.
Por isso o texto de Joel nos mostra dentre muitas outras coisas, três que precisamos para receber o avivamento.
O texto deixa bem claro que “depois que derramarei o meu espírito sobre toda a carne” mostrando que o avivamento só vem pelo poder do Espírito Santo.

Como posso me preparar para o avivamento?
1- Profetizar:
Profetizar é falar não o que vê e sim o que crê.
Como Ezequiel diante dos ossos secos e Jesus diante dos enfermos.

2- Sonhar:
Sonhar é imaginar, contemplar com a mente pela fé. Como José que sonhava com a liderança de seu povo.

3- Ver:
Ver significa ter a visão espiritual que vem de Deus e também contemplar a consumação de nosso sonho.
Às vezes não vemos como Deus vê como Geazi que foi colocar o bordão no menino e voltou dizendo que não aconteceu nada. Como Rode (Atos 12) que profetizou, sonhou mas não viu quando Pedro bateu à porta. No meio do povo de Deus muitos que estavam no deserto não puderam entrar e ver a terra prometida por causa do pecado da murmuração. Moisés também pecou com a ira e mesmo assim Deus lhe permitiu ver do monte a terra santa antes de morrer.
Devemos ser como Noé que profetizou, sonhou e viu a realização da arca salvadora.

Profetize, Sonhe e Veja o AVIVAMENTO!
-CONCLUSÃO:
“e acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” v. 32

Em tantos lugares estão acontecendo avivamentos, por isso acreditamos que Deus tem um avivamento para Medina, para o Vale do Jequitinhonha, para Minas Gerais, para o Brasil e para o mundo

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Existem alguns tipos de confissão que podemos fazer

Existem alguns tipos de confissão que podemos fazer:
1) Confissão de pecados
2) Confissão baseada na incredulidade
3) Confissão da Palavra
A confissão dos pecados é um princípio espiritual e uma porta aberta para recebermos o perdão de Deus (1 Jo 1:9)
A confissão baseada na incredulidade fala à respeito das fraquezas, doenças, derrotas, circunstâncias e etc.
A confissão da Palavra diz respeito ao que Deus diz. Ela tem o seu lugar. Quanto mais você medita na palavra e fala a palavra a sua mente é renovada.
Se você quiser se edificar, ore em línguas. Se você quiser mortificar a carne, jejue. Se você quiser renovar a sua mente, leia a palavra, medite na palavra e CONFESSE a palavra.
Ouça:
- Se você não ler, meditar e falar o que a Palavra diz, você nunca será transformado pela renovação da sua mente.
Portanto, leia, ouça em mp3, medite, seja enriquecido da Palavra e fale a palavra.
Quando você fala a Palavra diariamente, você está ministrando a você mesmo.
Ao invés de falar da doença, fale de saúde, fale que você está curado (Is 53:4-5; 1 Pe 2:24; Mt 8:17)
Ao invés de falar de falta, escassez, miséria, fale da provisão de Deus na sua vida (Fp 4:19, Sl 23:1; Sl 35:27; Sl 34:9-10..)
Ao invés de falar que é derrotado, fale que você anda sempre em triunfo e é mais do que vencedor (Rm 8:37; 2 Co 2:14)
Não fale que é fraco, pois o Senhor te faz forte e multiplica as tuas forças (Is 40:28-31; Joel 3:10)
Isso não é e não será vãs repetições, porque a sua boca fala do que está cheio o seu coração (Lc 6:45)
Encha-se da palavra e a faça habitar ricamente em teu coração (Cl 3:16)
A doença é real, o sintoma é real, o diabo é real, mas Deus estabeleceu o seu Nome e a Sua PALAVRA acima de tudo e de todos (Sl 138:2)
Você não estará negando o sintoma ou a doença.
Você estará dizendo o que a Palavra de Deus diz: "Pelas suas pisaduras fomos sarados..." (Is 53:5)
Isto ocorre independente dos sintomas, da dor, do diagnóstico, porque você está firmado na Palavra de Deus e fala como Deus fala.
Por isso amados, "guardemos firmes a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel" (Hb 10:23)
"...considerai atentamente o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão, Jesus." (Hb 3:1)
"...conservemos firmes a nossa confissão" (Hb 4:14)
Graça e paz!
(Pr. Isaias Barbosa)

Eu sou o que a Palavra de Deus diz.

"A verdadeira fé na Palavra diz: "Se Deus diz é assim, então, é assim". Se Deus diz que pelas suas pisaduras fui sarado, então estou sarado. (Is 53:4-5; 1 Pe 2:24)
Se Deus diz que irá suprir todas as minhas necessidades, então ele o fará. (Fp 4:19)
Se Deus diz que ele é a fortaleza da minha visa, então ele o é. (Sl 27:1)
Em outras palavra, a verdadeira fé em Deus consiste em falar de si mesmo aquilo que a Palavra de Deus diz."
(Kenneth Hagin)